Expressionismo Alemão nas artes plásticas

O expressionismo pode ser entendido como uma “deformação da realidade para buscar uma expressão mais emocional e subjetiva da natureza e do ser humano“. E isto é encontrado em obras desde a arte rupestre.

Entretanto, entre os últimos anos do século XIX e os primeiros do século XX (período de guerras), surge um movimento artístico em países nórdicos europeus, denominado Expressionismo Alemão. Levando em conta a situação de miséria, fome e conflitos na região, os temas serão: morte, solidão, distanciamento da beleza, fragilidade da vida, melancolia, paixões avassaladoras, medo, desespero, terror das forças da natureza, etc.

Dois artistas importantes para o movimento são:

  • Edvard Munch (Noruega, 1863 – 1944). Rostos sem feições e figuras distorcidas costumavam fazer parte de suas obras, trazendo nelas temas relacionados às perdas e decepções que sofreu em sua vida.
  • Ernst Barlach (Alemanha, 1870 – 1938). Procurou retratar o sofrimento humanos pós 1ª Guerra Mundial.

 

Tenham Piedade

 

Durante o período, a arquitetura também passou por algumas mudanças. Diferente das linhas orgânicas e decorações exageradas da Art Nouveau, a escola de arquitetura e design Bauhaus, na Alemanha, adotou linhas simples e buscava a funcionalidade das formas e objetos. Ela foi fundada pelo arquiteto Walter Gropius.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s