Cubismo

O Cubismo foi mais um movimento artístico de vanguarda do século XX, fundado pelos artistas Pablo Picasso e Georges Braque. Muitos confundem a pintura cubista como uma composição de figuras geométricas formando objetos ou pessoas. Mas, na verdade, o Cubismo (como o próprio nome se refere, sendo cubismo – cubo), nada mais é, que a representação de várias faces (ângulos) de um objeto 3D (tridimensional) em um plano 2D (bidimensional). Ou seja, o quadro (ou papel, parede, etc) que é um plano 2D, abriga várias faces de um objeto realista, todos de uma só vez, e sobrepostos.

Por exemplo, na pintura “Homem com violão” (Georges Braque), podemos procurar e visualizar várias partes, de vários lados, de um homem e de um violão, espalhados e sobrepostos (um por cima do outro) na tela de pintura.

Homem com violão, Georges Braque

Outras características importantes do Cubismo: o fundo se confunde com o objeto representado; não há compromisso com a realidade; pedaços de vidro, metal, papel e outros materiais podem ser adicionados para compor a obra; a técnica de claro-escuro (degradê) perde a função; sensação de pintura escultórica.

Abaixo, outros exemplos de pinturas Cubistas, dos dois artistas citados:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s