Realismo

O realismo como estilo de pintura, sempre existiu. Mas se estabeleceu como um movimento artístico e literário no final do século XIX, em reação ao Romantismo. O Realismo predominou na França, e suas ideias avançaram pela Europa e chegaram, de certa maneira, aqui no Brasil. Eles criticavam a “artificialidade” do Neoclássico e especialmente do Romantismo. Tinham a necessidade de retratar a vida cotidiana e os problemas da classe média e baixa. Era uma arte engajada (engajar = abraçar uma causa social, filosófica ou política), sendo um dos seus maiores expoentes, Gustave Coubert, ligado às ideias anarquistas. Os temas eram voltados para a solução dos problemas sociais; além de serem considerados, muitas vezes, frios e crus, reais e objetivos (diferente do idealismo e exaltação da beleza no Romantismo e no Neoclassicismo). Resumindo: o Realismo mostrava as situações como elas eram, sem modificar nada (exemplo: pessoas trabalhando, pessoas comuns sem retoques, poses reais ao invés de poses falsas). Observação importante: o Realismo aprendido aqui é um movimento artístico, NÃO deve ser confundido com uma mera imitação da natureza (quando o artista copia as formas de objetos ou pessoas tais como eles são em todos os detalhes).

Exemplos de artistas e suas obras:

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s